Peregrinação: o pulsar sagrado da Alma humana




Você já teve alguma experiência de peregrinação, do tipo Santuário de Fátima, Caminho de Santiago, Vaticano, Jerusalém, Índia ou Meca? Já pensou sobre o sentido profundo disso? Pois é, se você considerar todas as peregrinações que existem e já existiram na história ao longo de todas as civilizações humanas, desde as pirâmides do Egito até os oráculos gregos, bem como nas mais diversas culturas, as quais não conhecemos em profundidade como maias, incas, astecas, polinésios, entre outras, concluirá que o Ser Humano é um ser peregrino. Mas o que isso significa? O que é uma peregrinação? Por que esse fenômeno é tão recorrente na Humanidade e que significado profundo tem?




Peregrinar não é simplesmente viajar em direção a algum templo, monumento ou totem considerado Sagrado, a viagem é apenas uma externalização do processo que acontece dentro. Uma peregrinação é a expressão no mundo físico de uma busca interior. Podemos pensar a realidade a partir de dois planos: um plano concreto, prático, que percebemos com os nossos sentidos, visão, olfato, paladar, audição, etc., e um plano interno, que é sutil, vivenciado pela nossa psique, no qual sentimos e pensamos.

O fenômeno da peregrinação está atravessado entre esses dois planos. No plano interno, um peregrino busca, no mais profundo da sua Alma, o encontro com Deus. Independente de qual religião professe, e em qual momento da história se encontre, ou a qual etnia pertença, lá no seu mais recôndito lugar interno, ele quer encontrar um núcleo que tem a ver com a Unificação de tudo que existe na Natureza, no Cosmos e na Humanidade. E essa busca é tão intensa, tão profunda e tão real que precisa se manifestar no plano prático e experiencial. Assim nasce a peregrinação. Muita gente não entende e se pergunta: o que leva alguém a deixar o conforto do seu lar, a segurança de seu lugar de origem para viajar por terras estrangeiras, enfrentando perigos e adversidades de todo tipo só para chegar a um lugar e depois voltar? Como fazem os mulçumanos em direção à Meca, ou os cristãos às basílicas do Vaticano ou à Jerusalém, a Terra Santa onde viveu Jesus? Na verdade, esse ato é a expressão no mundo prático de um processo interno, como já falamos.



Todos nós temos uma busca interior, porque tudo indica que nossa Alma, essencialmente, é muito maior do que esta existência. Esta vida que temos, com todos os laços familiares, profissionais, sociais, etc., é apenas uma porção do que somos em profundidade. Somos seres oceânicos, esta experiência de vida que vivemos hoje é apenas uma gota de água do oceano que somos em essência. Então, intuitivamente, nossa Alma busca esta dimensão oceânica do Ser. E essa busca é análoga a uma jornada em direção a um lugar que a represente, daí que nasce o fenômeno tão antigo da peregrinação. Um dos peregrinos mais influentes da Humanidade foi Abraão, um dos heróis do Velho Testamento. Por que ele é o mais influente da História? Porque hoje mais da metade da população mundial é adepta de alguma religião abraâmica, quais sejam, cristianismo, islamismo e judaísmo. Somando a quantidade de seguidores dessas religiões ao longo do planeta, hoje, ultrapassam 3,5 bilhões de pessoas. Tudo começa com uma peregrinação. Conta-se que Deus fala para Abraão: “sai da tua terra, do meio dos teus parentes e vai para uma terra que eu te mostrarei”. E assim inicia-se a saga de Abraão em direção à Terra Prometida. Na verdade, essa jornada é simbólica, a “Terra Prometida” de Abraão não é um lugar físico, mas um estado de consciência, ou poderíamos também chamar de uma etapa evolutiva na experiência da Humanidade. Esse mesmo movimento é percebido no Bhagavad Gita, escrito sagrado da cultura hindu, em que se narra uma batalha pela conquista de uma cidade, Hastinapura, que simbolicamente é representativa da Sabedoria, também um estado de consciência. A Acrópole de Atenas, construída 150 metros acima do nível do mar, da qual hoje vibramos diante das ruínas do Partenon, é representativa também desse lugar alto em direção ao qual peregrina o Espírito Humano. Assim podemos perceber que toda a cultura Humana parece convergir em um mesmo ponto: a busca por este lugar Sagrado, Ideal e Elevado.




Esse pulsar Sagrado da Alma Humana se manifesta nas experiências de peregrinação. O caminhante expressa no mundo prático a sede da sua Alma pela dimensão Divina que existe dentro de si. Tem uma poesia escrita nos textos sagrados das religiões abraâmicas que diz: “Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma.”

A corça é um tipo de animal que quando se perde no deserto e fica muito longe das águas, acaba liberando um odor que atrai os predadores. Assim, elas levantam a cabeça a fim de captar as correntes de vento e sentir o cheiro das águas, ao identificar a direção em que se encontra um ribeiro ou um lago, correm com toda a força e energia que tem para alcançar as águas. Essa corrida é uma questão de vida ou morte, sua sede é intensa e o risco de ser capturada é muito grande, assim correm desesperadamente, quando alcançam o ribeiro, elas não bebem as águas nas margens, mas mergulham nos lugares mais profundos, de modo que lá nenhum predador as alcancem e além de saciar-se por dentro, o leito do rio as acolhe por fora. Essa é uma grande metáfora da peregrinação Humana. Busquemos com toda a nossa Alma esse lugar profundo que nos sacia e nos protege. Esse lugar alto, de evolução consciencial. Essa é a nossa mais genuína peregrinação Humana: a busca pelo conhecimento profundo que eleva a consciência e revela quem somos no mais íntimo de nosso Ser, fazendo-nos transcender da experiência de gota d’água à realidade de seres oceânicos.



DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Siga essa Idéia
Você também vai gostar

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)