Homens de honra e a busca pelos seus sonhos



Este filme é um daqueles clássicos que quanto mais você assiste, mais tem elementos para descobrir. Lançado no início da década dos anos 2000, o drama foi dirigido pelo cineasta George Tillman e teve como roteirista o americano Scott Marshall Smith. Sem falar do elenco maravilhoso com atores renomados como Cuba Gooding Jr., Robert De Niro e Charlize Theron, que juntos contaram a saga do americano Carl Brashear. Seguramente, essa é uma das biografias de superação mais lindas que o cinema já nos apresentou. Não só comove e emociona o telespectador pela sua força, sua determinação e sua coragem, mas, acima de tudo, o filme nos inspira e nos convoca a acessar esses Valores internamente, além de nos mostrar quão importante é nunca desistir dos nossos sonhos.


O filme relata a história de um homem negro, de família humilde que passou a sua infância sendo meeiro com o seu pai na zona rural de Sonora, Kentucky nos anos 50. O contexto do racismo, da pobreza, da falta de oportunidade de estudos e todas as adversidades possíveis não foram suficientes para colocar em dúvida, um minuto sequer, o seu sonho em ser mergulhador. Ainda jovem se alista à marinha na busca de tornar-se um mergulhador, mas à época, dentro da instituição, o máximo que um negro podia sonhar e chegar a alcançar era ser cozinheiro. Entretanto, Brashear não nasceu para viver uma vida ordinária à mercê de leis que limitassem a sua capacidade Humana. Assim, rompe com todas as regras e cria as suas próprias oportunidades.


Como cozinheiro subalterno, tinha dias específicos para mergulhar no mar enquanto estivesse em missão. Porém, numa sexta-feira quente, após cumprir suas obrigações, ele resolve mergulhar e nadar na imensidão do mar como um homem livre que é. A sua ousadia e habilidade no nado deixam em êxtase toda a tripulação, todos ficam impressionados, inclusive, o seu capitão Pullman (Powers Boothe), que após um ataque de fúria com a situação, reconhece o valor e a importância de Brashear para a marinha do país. O mergulho lhe rendeu a prisão por alguns dias e a oportunidade de se tornar uma espécie de “nadador de aluguel”, indicado pelo capitão Pullman.



Com o olhar firme no seu propósito que ainda estava por vir, Carl quer mais, quer se tornar mergulhador profissional da marinha, e para isso, enfrenta todos os tipos de preconceitos e estupidez humana que se possa imaginar. Desde a arrogância do seu comandante Leslie Sunday (Robert De Niro) até os atos violentos dos outros aspirantes que o perseguem, o humilham e se negam a compartilhar o mesmo alojamento. Cada fato é apresentado com riqueza de detalhes e, à medida que as cenas se entrecortam, Cuba Gooding ao interpretar Carl, reage com a serenidade e a bravura digna de um guerreiro espartano. Só quem sabe a importância da batalha pode ter a firmeza e disposição para se manter de pé e lutar. Coisa fora da alçada de um homem comum, mas quem disse que Brashear era comum? Carl supera todas essas adversidades com um grau de Nobreza pouco vista e conquistada por alguns de nós. Chegou a ser Mergulhador de Combate Chefe da Marinha dos Estados Unidos da América, sendo o primeiro negro na história do seu país a receber tal título.


Do início ao fim, esse filme nos emociona, nos toca e até nos envergonha diante de nossas covardias. A sua abordagem passa por uma perspectiva ativa diante da Vida, que foge aos padrões possíveis das nossas justificativas mentais que usamos para lidar com os nossos fracassos.



O que podemos aprender com esse grande filme? Muitas Lições de Vida com certeza, dentre elas, a importância de desenvolvermos as Virtudes da Coragem, da Determinação e da Força de Vontade para superarmos todas as adversidades que a Vida nos traz. A postura de Carl diante de um problema era inabalável, digna de quem sabia quem era e o que queria. Em vários momentos do filme, o seu olhar focado no futuro era de quem já via a sua conquista, por isso, nada o afetava. Tinha clareza de todo o seu processo e assim via cada percalço como importante e necessário para a sua conquista.


Podemos aprender com esse homem de origem simples, mas possuidor de Valores tão Nobres que se tornou um dos maiores exemplos de vida americano, que as circunstâncias externas jamais podem nos definir, jamais podem nos dizer quem somos ou o que podemos ser. O contexto é sempre previsível para um bom observador, mas a reação humana diante dos fatos, não. Certamente, Brashear não se sentia vítima das circunstâncias, não ficava praguejando aos Deuses por causa da sua má sorte e, muito menos, vivia a se comparar com a vida dos seus colegas. Um homem que possui um foco não gasta energia com outra coisa, se não as que o levam a sua meta, ao seu objetivo.


A

nos exige o tempo todo Coragem, Determinação e Força de Vontade para irmos em busca de nossos sonhos. Por isso que ela nos testa, nos põem a prova e nos leva às últimas consequências. “Homens de honra” é um filme que nos convoca a algo maior dentro de nós, algo que reconhece que somos e podemos ser mais do que acreditamos. Mas, quase sempre esquecemos dessa possibilidade e caímos numa Vida sem sentido.


Carl Brashear, desde muito cedo deu um sentido claro para a sua Vida. Assim, procurou honrar a promessa feita ao seu pai e nunca deixou de acreditar no seu sonho de ser mergulhador da marinha. Da Lealdade ao seu sonho e a si mesmo veio a sua Fortaleza, da Disciplina e do Trabalho árduo veio a sua certeza de que não existem impossíveis, mas impossibilitados. Portanto, que possamos nos inspirar com Carl Brashear e desenvolver os nossos homens de honra internos, para assim, inspirar a todos que nos cercam, como um dia o fez Carl.


Posts Relacionados

Ver tudo
DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Siga essa Idéia
Você também vai gostar

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)