Feng Shui - O Equilíbrio das Energias dos Ambientes

November 18, 2020

 

 

A Vida é movimento. Se observarmos a Natureza, perceberemos que não apenas nós, Seres Humanos, somos dotados de Vida e Energia. Em verdade, podemos observar essas duas características ao nosso redor, o tempo todo. Olhe à sua volta: provavelmente você deve estar no seu quarto, na sua casa ou no seu trabalho, e próximo a você deve existir objetos que costumamos classificar como “inanimados”, sem “anima”, sem Vida. Porém, se pudéssemos observar profundamente esses objetos veríamos que eles são constituídos de átomos, que movimentam-se sem parar e contém uma quantidade de energia gigantesca. 

 

 

O que isso nos diz? Que, em maior ou menor grau, todo o Universo tem energia e que esta encontra-se, invariavelmente, em movimento. Além disso, certamente há energias que não enxergamos, como a eletromagnética, que provavelmente está nos rondando enquanto lemos esse texto. Portanto, será que existe um meio de Harmonizar tantas energias, desde as do seu corpo até as dos objetos próximos à você?

 

 

 

 

Há 4 mil anos, na China, foi desenvolvida uma Arte acerca da harmonização dessas energias: o Feng Shui. Traduzido de forma literal, Feng Shui significa “vento-água”, que remete-nos a uma ideia de movimento e harmonização. O vento como esse elemento inconstante, que flui e sempre está a soprar e a água com a sua capacidade de adaptação às formas. Para além do nome, essa Arte milenar chinesa foi desenvolvida a partir da observação da Natureza e foi sendo implantada, inicialmente, na construção de moradias e plantações. Atribuía-se, em certa medida, o sucesso do plantio à sua posição, à sua relação com o vento e com as energias da Terra. Do mesmo modo, a construção de casas também tinha relação com o fluxo de energia do local, sendo seus objetos, cômodos e áreas planejadas para uma melhor circulação das energias positivas e dissipação das energias negativas daquele ambiente. 

 

Com o tempo, o Feng Shui foi sendo incorporado junto a escolas filosóficas da China como, por exemplo, o I Ching e o Taoísmo. Por essa razão, é possível hoje encontrarmos diversos tipos de Feng Shui, tendo métodos e finalidades distintos. De certa maneira, a ideia é sempre a mesma, a harmonização desse fluxo de energia, mas em diferentes níveis: pessoal, familiar, coletivo, etc. Por isso pode-se aplicar os princípios do Feng Shui não apenas as moradias, mas as empresas e até mesmo para o próprio corpo, como é o caso da acupuntura e de outras técnicas orientais.

 

 

 

 

Num primeiro momento, essas ideias podem parecer estranhas, primitivas ou até mesmo fruto de uma sociedade que pouco entendia sobre os fenômenos naturais. Atualmente, por exemplo, confiamos mais em métodos de irrigação e manutenção do solo do que, necessariamente, na posição do plantio para o sucesso da colheita. Do mesmo modo, uma empresa, de forma geral, baseia-se mais em uma estratégia eficaz de marketing do que, necessariamente, na posição em que seu escritório se encontra. Entretanto, não podemos deixar de reconhecer o valor do Feng Shui em nosso cotidiano. O valor da Ordem, por exemplo, dentro de um ambiente, influencia diretamente na nossa relação com ele. Quem de nós nunca sentiu-se bem após uma faxina na casa, quando mudamos alguns objetos de lugar, limpamos nossa bancada de estudos e colocamos objetos de decoração? Ou mesmo na simples organização de um armário, ao retirarmos livros que há muito não usávamos, ou ao mudarmos suas posições? O fato é que ao limparmos fisicamente algo, ou mudarmos de local os objetos, também estamos fazendo uma mudança em nossa psique, reinventando e redescobrindo uma maneira de se relacionar com aqueles objetos e cômodos. Apesar de fisicamente percebermos essa diferença, raramente entendemos como faz bem para a nossa psique a renovação dessas energias que estão estagnadas. O Feng Shui ajuda a entendermos esse processo de maneira consciente, explicando como pode fluir de maneira mais eficaz a energia com a harmonização dos ambientes, ou seja, quando tudo está regido por uma lógica. 

 

 

A busca pelo equilíbrio dessas energias em nossos ambientes de trabalho e em nossos lares não refletem apenas no externo. Por isso que o Feng Shui auxilia no equilíbrio físico, emocional e mental dos que convivem em ambientes harmônicos. E não precisamos ir tão longe para comprovar isso. A “Teoria das Janelas Quebradas” nos traz evidências que, ao entrarmos em um ambiente desorganizado tendemos a perder também essa Ordem Interna. Ao passo que ambientes limpos e harmônicos nos fazem buscar uma Harmonia Interior. Portanto, até os mais céticos que classificam o Feng Shui como uma pseudociência e o desvalorizam, são obrigados a concordar que a Ordem (ou a desordem) de um ambiente irá refletir em nossa psique. Do mesmo modo, o fluxo de energia que existe nos ambientes irá refletir na nossa própria energia, como uma troca que pode ser positiva ou negativa.

 

 

 

Em síntese, podemos buscar nos fundamentos do Feng Shui uma ótima ferramenta para percebermos o que nos dá energia e o que nos rouba energia. Renovar as energias em um ambiente, por fim, não se trata apenas de mover os móveis e colocá-los em uma determinada posição, mas principalmente  se trata de renovar os laços, encontrar o que nos inspira diariamente e, como manda a Arte chinesa, nos ajuda a dissipar a má energia. Isso pode refletir numa atitude que não gostamos, um rancor por alguém, uma mágoa. No fim, nossa condição interna, assim como nossos ambientes, precisam de uma constante Limpeza e Purificação. 

 

Somos um canal, então, que possamos transmitir, tanto interna como externamente, apenas boas energias. E que possamos ser, antes de tudo, um fator de soma na existência. Desse modo estaremos colocando em prática os princípios que regem o Feng Shui, mesmo sem nunca termos aprendido sobre suas regras e técnicas.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Please reload

Please reload

Siga essa Idéia

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Você também vai gostar
Please reload

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)