Os Amores de Zeus e Seus Significados Profundos

September 9, 2020


O que nos ensina um Deus que possui diversos casos amorosos extra conjugais? Para além disso, todos nós, no mínimo, colocamos em dúvida sua autoridade moral como um ser superior à condição Humana, se olharmos para seu mito de forma literal. Quando não sabemos ler simbolicamente suas histórias é isso o que ocorre, inclusive com os diversos Deuses do Panteão Grego, e com Zeus não seria diferente, o Rei de todos eles. Será que um povo que nos deixou o legado da Filosofia, da lógica e do pensamento racional escolheria um Deus antiético para ser o grande Rei do Olimpo? Ou somos nós que realmente não conseguimos entender profundamente os símbolos daquela civilização?

 

Zeus, filho mais novo do titã Cronos com Reia, é o Deus grego da Ordem, da Justiça, da Lei e da Prudência. Foi um Deus bastante adorado em diversos recantos do mundo onde a cultura grega chegou. Seus símbolos são o raio, a águia, o touro e o carvalho. É conhecido como Pai dos Deuses pois, através das diversas histórias amorosas com Deusas, Ninfas e Humanas, gerou muitos Deuses e Semideuses, cada um representando algum aspecto profundo e importante da Vida.

 

 

Para o filósofo neoplatônico Plotino, Zeus é associado à Nous, Mundo Espiritual ou o que Platão chamaria de Mundo das Ideias. Na filosofia grega, nós encontramos a ideia de que existe um mundo das formas perfeitas, dos arquétipos, onde estão os ideais de Justiça,  Bondade e Beleza perfeitas. E é deste plano elevado de consciência, dessas grandes Ideias, que surge a Vida e todas as coisas que existem. Este plano é a causa de tudo o que geramos no plano mais concreto, da mesma forma que um arquiteto antes de construir a casa precisa criá-la na mente.

 

Zeus então é o Poder Mental, é esta semente Divina capaz de dar Vida a tudo, mas para isso ele também precisa de algo que faça a “gestação” desta Vida. Para a civilização grega, além de Nous, também existe o plano da Psique, onde estas ideias elevadas são nutridas de maneira a se manifestarem no mundo concreto, que chamam de Soma. Nous, Psique e Soma são planos da Natureza que existem também em cada um de nós, para os gregos. Em outras palavras, podemos entender que estes grandes ideais Divinos que habitam nos céus de Nous, são sementes que precisam ser acolhidas e nutridas na Psique Humana com as emoções e o ânimo adequados, pois sem isso eles não se concretizam no mundo material.

 

 

Então, podemos entender que todos o relacionamentos de Zeus são formas de dizer que Nous e Psique estão se unindo para colocar alguma ideia no mundo, para nos mostrar simbolicamente elementos da Vida, da Natureza e das nossas jornadas. No vídeo abaixo, você pode ver um pouco sobre os diversos amores do Deus grego que estamos falando.

 

 

Durante o vídeo, conhecemos o relacionamento de Zeus e Métis, Deusa da Prudência, que gera Athena, a Deusa que simboliza a única guerra válida, a “guerra” pela busca da Sabedoria, ou seja, a luta interna entre nossas Virtudes e nossas debilidades. Através do relacionamento com Têmis, Deusa da Justiça, nascem as três filhas que controlam o justo tempo de cada existência, as Moiras. Zeus então, se casa com a Deusa Hera, a Deusa Rainha que impõe as maiores dificuldades para os heróis gregos, pois deseja que eles alcancem todo o seu potencial divino. Com Eurinome, Deusa filha do oceano, Zeus gera as três graças, tidas como a Alegria de Viver. No relacionamento com a titânide Mnemosine, que simboliza a memória, Zeus gera as 9 musas que lembram os Seres Humanos no seu aspecto mais Divino, e por isso são capazes de fazer Arte. No curta também conhecemos o Mito do nascimento dos gêmeos Ártemis, deusa da Lua, e Apolo, deus solar da Beleza e da Arte, que são gerados da relação de Zeus com Leto, Deusa da noite.

 

 

 

Por fim, o mais importante que devemos levar de todos estes Mitos sobre Zeus é percebermos as profundas mensagens que nos foram deixadas como legado. Dentro de todos nós existe uma centelha Divina, esta possibilidade criadora de Vida simbolizada por Zeus. Todos que refletem, alcançam essas ideias elevadas e compreendem a importância do Bem e da Justiça, porém não basta pensarmos apenas, precisamos também colocar estas ideias no mundo. Assim como Zeus, que gerava vários filhos, nós precisamos fazer com que esta Centelha Divina em nós se relacione com todos os elementos da nossa Vida, para que, por fim, através das nossas ações elas tornem o mundo mais Bondoso, Harmonioso e Justo.





 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Please reload

Please reload

Siga essa Idéia

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Você também vai gostar
Please reload

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)