Desafiando Gigantes

April 7, 2020

 

 

É um inspirador filme norte-americano do ano de 2006, mas só lançado em DVD no início de 2007, fazendo a sua estreia na TV no final de setembro de 2008, pela Trinity Broadcasting Network. Dirigido e estrelado por Alex Kendrick (premiado ator, escritor, produtor, diretor e pastor batista) e pela Sherwood Pictures, uma empresa de produção cinematográfica cristã independente norte-americana, sediada na cidade de Albany, Georgia, Estados Unidos. Local onde ocorreram as filmagens da produção.

Do gênero drama, o filme relata uma história sobre o futebol americano a partir de uma visão cristã evangélica. Tendo como trama principal o enredo sobre a vida do técnico de futebol de uma escola, Grant Taylor. Durante os seis anos de atuação frente ao time Shiloh Eagles, Grant colecionava um rol de derrotas e nunca tinha conseguido levar o seu time a um campeonato final. O histórico de fracassos fazia com que recebesse várias críticas, deboches e insatisfações profundas por parte de todo o conselho escolar e pais de alunos, que sempre ameaçavam retirar-lhe o cargo de técnico.

 

 

Para além dos problemas profissionais, sr. Taylor tinha que lidar ainda com os problemas pessoais, como a questão financeira, pois a sua falta de dinheiro começava a afetar a manutenção da família. Neste mesmo período ele também descobre que, por um problema de saúde, não podia ser pai, e isso provocava uma crise conjugal, já que por não ter recursos, estava impossibilitado de fazer um tratamento, e o plano tão desejado de ter um filho precisava ser suspenso. Com problemas de todas as ordens, o técnico entra numa profunda tristeza por não ver soluções possíveis aos problemas que só aumentavam a cada dia. O desejo de desistir e abandonar tudo começava a crescer em seu coração, quando um visitante inesperado no time o desafiou a acreditar no poder da fé, da oração e da leitura bíblica para superar todas as suas adversidades.

 

 

Diante do desafio proposto, o técnico que se via mergulhado na desesperança decide dar uma chance a si mesmo e segue o desafio. A partir desse momento, começa a encontrar nesse caminho a força e a perseverança necessária para lutar e superar as suas dificuldades. Ao utilizar o resultado das reflexões bíblicas no seu cotidiano, muda também a sua abordagem e condução do time Shiloh Eagles. A partir desse ponto, fica perceptível não só a sua mudança, mas a mudança individual de cada membro da equipe que vão redescobrindo seus potenciais internos, desenvolvendo com isso, sentimentos profundos de unidade, força e superação em equipe. O resultado é que o time passa a ganhar várias partidas e chega a ser o vencedor final do campeonato. O encontro com a fé e a aplicação dela na vida prática fez com que o técnico não só recuperasse a confiança em si mesmo, mas o ajudou a ordenar toda a sua vida, como as suas finanças e o seu casamento, coroando-os milagrosamente com um filho.

 

 

Várias são as cenas que podem nos ajudar a extrair vários aprendizados práticos para toda a vida. Por exemplo, uma cena tocante é quando o capitão do time de futebol, desanimado com as derrotas seguidas, é desafiado pelo treinador a percorrer 50 metros do campo, tocando apenas as mãos e os pés no solo, com um outro jogador pesando 63 kg, nas costas. Ainda assim, o rapaz teria que fazer o percurso com os olhos vendados, o que o incapacitava de saber o quanto já havia percorrido do campo. No início, o desafio foi realizado com muita motivação interna, pois, queria mostrar ao grupo que era capaz de conseguir os 50 metros. Mas ao passar o tempo, o peso do amigo e o esforço que fazia para não encostar os joelhos no chão começaram a tornar-se dolorosos. Como não podia ver o quanto percorrerá ou o quanto faltará percorrer, travou-se uma batalha psicológica interna; ele acreditava que poderia chegar na distância estabelecida, mas seu corpo estava dizendo o contrário. A dor e a sua mente entendiam que era hora de parar. Mas ao seu lado o treinador, o tempo inteiro, repetia: “você vai conseguir”... “só mais alguns passos”... “vamos lá”...  “Não desista”.

 

 

O singular momento representa para ambos a construção do caráter, do poder de ir além do que se acreditava ser capaz... De um lado a dor e o cansaço incentivam o rapaz a parar, do outro lado, o treinador sabia que existia um enorme potencial dentro do jogador, e o ajuda a controlar a dor momentânea para levá-lo a descobrir um poder interno inimaginável até então.

O restante do time, atentos ao perceberem o dilema, observavam para saber o desfecho...  Quando no limite de suas forças, desanimado, o rapaz desaba no solo... E pergunta ao treinador: “Consegui ao menos percorrer os 50 metros?”. E foi nesse momento que ele descobriu que percorreu quase 100 m com 63 kg nas costas. Assim, compreendeu naquele instante o poder de sua força interna e nunca mais pôde duvidar de que era capaz de algo.

 

A inspiração desse filme se dá acima de tudo pela força como o personagem principal, o treinador, encontra na fé a transcendência e o respeito profundo a Algo que está acima dele e não no mesmo plano horizontal. E é na sua crença em Deus que ele encontra apoio para superar todos os seus problemas. Diante disso, ele muda todo o seu padrão de pensamentos, sentimentos e ações. Passando assim, a iluminar não só a si mesmo, mas toda a comunidade escolar e vizinhos. 

Independentemente de nossa liberdade ou opção religiosa, quantas vezes não passamos por problemas semelhantes aos do técnico ou do capitão? Quantas vezes já não quisemos desistir diante das adversidades da vida? Quem de nós já não teve a experiência de viver momentos em que tudo parecia estar prestes a ir por água abaixo? 

 

 

Este filme nos deixa uma grandiosa lição: Precisamos sempre dar o melhor de nós mesmo, independente da situação. E para aquelas coisas que não podemos controlar, é sempre importante ter fé de que, para além deste mundo de dor e sofrimento, existe Algo (cada um pode chamar como quiser) que conduz a nossa história, e no fim de tudo, assim como num bom filme, perceberemos que os momentos difíceis foram necessários para chegarmos a um final feliz.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Please reload

Please reload

Siga essa Idéia

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Você também vai gostar
Please reload

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)