Fake News e agências de Fact-Checking - Quem vigia os vigilantes?

October 31, 2019

 

 

Nos últimos anos, especialmente por causa das últimas eleições, tanto no Brasil quanto nos EUA, ouvimos muito se falar sobre o problema das fake news, ou notícias falsas, no bom português. A estratégia de manipular a opinião pública, usando fotos editadas, frases retiradas de contexto, ou mesmo frases que nunca foram ditas, se tornou praxe dentro da disputa política.

 

Vejam exemplos:

 

(Montagem com os pais de Donald Trump usando uniformes da Ku Klux Klan - grupo que luta pela supremacia branca nos EUA - fonte: poligrafo.sapo.pt)

 

 (Montagem de Manuela D’Ávila, vice da chapa do candidato Fernando Haddad do PT - fonte: e-farsas.com)

 

 (Essa frase nunca foi dita pelo presidente Jair Bolsonaro - fonte: e-farsas.com)

 

Mas, porque isso tem sido tão usado? Porque numa democracia, a opinião pública é o que define as eleições, então, com certeza tentarão manipulá-la de todas as formas. Alguns pensam que isso é uma novidade criada pelas redes sociais e que devemos confiar somente nas informações trazidas pela mídia tradicional, ou seja, as revistas e jornais impressos ou o que veiculado em programas de rádio e televisão. Acontece que isso é outra forma de manipulação. Não é porque uma empresa tem mais dinheiro e uma maior estrutura que ela tem menos interesse de manipular a opinião pública. Muito pelo contrário, como a grande maioria das empresas que formam a grande mídia estão vinculadas a algum grupo político, elas necessitam muito mais que qualquer blogueiro que seus candidatos vençam, pois serão eles que irão garantir os obscenos gastos do dinheiro público com publicidade em suas grades de programação. 

 

Sendo assim, podemos dizer que a grande mídia também cria mentiras, mas usam a sua grande estrutura para fazer isso de uma forma muito mais profissional e difícil de ser desmentida.

 

Surgiram, então, nos últimos anos, várias agências de checagem de fatos, ou fact-checking. Então agora estamos a salvo das mentiras, pois existem empresas que irão nos dizer o que é verdade e o que mentira. Isso nos remete à famosa frase “Quem vigia os vigilantes?.” Ou seja, quem irá checar a checagem dos fatos? E devemos sempre nos perguntar: Qual é o interesse dessas agências? São paladinos da verdade e da honestidade que agem sem nenhum interesse político? Ou também estão inseridos no jogo político, e, de alguma forma, tem interesse em manipular a opinião pública?

 

No vídeo abaixo, Luciano Ayan, um blogueiro de direita que foi acusado por algumas das mais famosas agências do Brasil de espalhar fake news sobre o caso Marielle, faz a sua defesa mostrando que essas agências são conduzidas por pessoas de extrema esquerda ou esquerda.

 

 

 

E você? Em quem vai acreditar?

Será que algum dos dois lados é puro e isento, algum deles só tem interesse em lhe transmitir a informação de forma pura?

 

No meio disso tudo, nos perguntamos: Como podemos conhecer alguma coisa no meio disso tudo?

Antes de qualquer coisa, devemos ter em mente que nem blogs, nem a grande mídia, nem agências de checagem de fatos são agentes isentos dentro do jogo político, então, antes de adquirir qualquer informação trazida por eles, devemos nos questionar: Qual é o interesse desse veículo? Ele quer me direcionar para que lado neste jogo? Quais são as outras versões dos fatos?

 

Talvez nunca chegaremos à verdade dos fatos. Talvez só possamos conhecer várias versões totalmente enviesadas. Mas, acima de qualquer coisa, devemos ter um amor profundo pela verdade, e não deixar que a paixão ou o ódio por algum grupo político influencie em nosso julgamento. Se fizermos isso, talvez tenhamos muito mais desconfianças do que certezas, e não poderemos ser tão enfáticos naquelas discussões de bar, mas pelo menos jamais seremos peões dentro desse jogo político, que, pode ter certeza, não é controlado pelas almas mais honestas deste país.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Please reload

Please reload

Siga essa Idéia

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Você também vai gostar
Please reload

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)