Setembro Amarelo - 7 Conselhos para quando se sentir deprimido

September 12, 2019


Provavelmente você já ouviu falar do Setembro Amarelo, e como o suicídio é um problema gravíssimo na nossa sociedade. Tão grave que esta já é a terceira principal causa de morte de jovens de 15 a 29 anos e a sétima causa de morte de crianças entre 10 e 14 anos de idade.
 
É inevitável falar neste assunto delicado, sem falar também em “depressão”. Nos últimos anos,  essa patologia tem sido muito comentada por especialistas,  mas também por palpiteiros de plantão que jogam suas opiniões rasas, sem se preocupar com as consequências. Como se trata de um fenômeno da psique humana, é bastante difícil definir com precisão todas as causas que levam um indivíduo a um estado de sofrimento tão profundo, que o faz acabar com a própria vida em busca de um pouco de alívio.
 
É importante deixar algo bem claro: A depressão é uma patologia, a pessoa que sofre deste transtorno da psique é uma pessoa doente, da mesma forma que alguém que está com câncer ou com problemas cardíacos. É importante enfatizar isso pois é comum escutarmos a frase “Depressão é frescura!”, dando a entender que a cura seria um processo simples. Geralmente quem diz isso confunde o Distúrbio Depressivo Maior (DDM), que é o nome correto do transtorno, com os estados de tristeza que todos ser humano experimenta com certa regularidade durante a vida. Apesar de existir uma relação, o nível de tristeza de um depressivo está em um grau difícil de ser compreendido por quem não conheceu a doença de perto. Existem casos de pessoas que perdem o desejo até de se alimentar, tomar banho ou se levantar da cama. 

 

 
Se você suspeita estar realmente num estado patológico de depressão, a orientação mais acertada que podemos lhe dar é: Procure ajuda profissional! É comum criarmos justificativas para procrastinar a nossa ida ao médico e os cuidados com a nossa saúde, mas nesse caso específico, existe uma ferramenta muito especial que você pode usar a qualquer momento: O CVV – Centro de Valorização da Vida.  Esta é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. Ela presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar. Para falar com eles, basta ligar gratuitamente para 188. E pode ficar tranquilo que o seu sigilo e anonimato serão totalmente preservados.
 
Dito isto, queremos transmitir aqui algumas recomendações que podem ajudar as pessoas que querem ter maior compreensão sobre si mesmas e maior domínio sobre os seus estados psicológicos. São exercícios que podem servir para alguns, mas para outros não, por isso devem ser encarados como uma experiência para se conhecer melhor.
 
Conselhos para quando se sentir triste 
Como já foi dito acima, todo mundo passa por estados de tristeza durante a sua vida, não há nada mais comum que isso. Apesar disso, na sociedade em que vivemos hoje em dia, onde todos são “ricos, belos e felizes” nas suas redes sociais, a impressão que nos dá é que a tristeza não faz parte da vida. Por isso é importante aprendermos a lidar com esses estados da nossa psique. Então aqui vão os conselhos:


 
01 - Entender que a tristeza é um estado natural dos ciclos da Vida.
Muitas vezes o fato de não aceitarmos a tristeza é o que mais prejudica, pois entramos num círculo vicioso em que ficamos tristes por estarmos tristes. Se identificar isto dentro de você, acenda uma luz de alerta, pois pode virar uma bola de neve que vai ser difícil de parar depois.


Tudo na vida é cíclico. O Sol nasce e se põe, as marés sobem e descem, e dentro de nós a mesma coisa acontece. Já percebeu que em alguns períodos o seu corpo está muito bem e saudável, mas em outros a sua imunidade fica baixa e você fica mais propenso a adoecer? Há momentos na nossa vida em que estamos bem financeiramente e em outros o dinheiro começa a ficar muito mais “contado”. Com a nossa psique é comum que em alguns momentos estejamos mais alegres, às vezes até eufóricos, porém em outros momentos estaremos mais tristes, mais introspectivos. Este é o “inverno” que acontece dentro de nós. Quando sabemos disso, fica mais fácil suportar o “frio” da tristeza, pois nos agarramos na certeza de que ele vai passar, cedo ou tarde. Se ficarmos atentos, quando as primeiras flores de alegria da “primavera” surgirem dentro de nós, devemos aproveitar o impulso para nos erguermos novamente. 
 


02 - Evite comentar com os outros sobre seu estado de ânimo​
Pode parecer meio contraditório, pois acabamos de aconselhar que você procure ajuda, se suspeitar estar sofrendo de transtorno depressivo, mas a questão aqui é outra. Aqui estamos nos referindo àquele hábito que existe de falar mal da vida e reclamar de tudo com todo mundo. O prudente é sempre fazer uma reflexão sobre o motivo de estarmos compartilhando aquilo com outra pessoa. Se algo me deixou triste, um excelente exercício é refletir sobre o “porquê” de tal situação me entristecer. Muitas vezes, simplesmente ao fazer esta análise interior, podemos sintetizar a experiência e solucionar o problema. Por exemplo: fiquei triste porque um colega de trabalho foi grosseiro comigo. Eu posso refletir e compreender que talvez ele esteja num dia ruim, ele pode estar passando por uma situação difícil, por isso ele nem prestou atenção na sua falta de educação. Percebe que esta reflexão pode transformar a sua tristeza em compaixão? Essa é a verdadeira “pedra filosofal” dos alquimistas que transmuta o “chumbo” da fraqueza, no “ouro” da virtude.


Claro que em certas situações não conseguimos fazer isso sozinhos, nesse caso não há vergonha nenhuma em buscar ajuda, PORÉM, devemos fazer isso de forma inteligente. É importante buscar a ajuda de quem realmente pode ajudar.


Ainda dentro desta situação, esse mal hábito que possuímos de compartilhar todos os nossos problemas com os outros pode ser o fruto de uma carência. Quando falamos sobre o quanto sofremos, nós conseguimos um pouco de atenção dos outros e às vezes até algum carinho. O problema é que isso pode se tornar um tipo de vício, e cada vez mais desejamos problemas piores para que as pessoas nos dêem mais atenção (pode parecer estranho, mas os nossos processos mentais não são tão racionais como imaginamos). Isso pode chegar à situação crítica de desejarmos que as pessoas sintam pena de nós. ALERTA VERMELHO! A “pena” é algo que não devemos sentir por ninguém, muito menos desejar que sintam isso de nós, pois esta é a emoção que um ser superior sente por um inferior.
 


03 - Busque alguns momentos de diversão. Quanto mais simples e infantil, melhor.​
Não sinta vergonha em se divertir, assistir alguma comédia boba, um desenho infantil. Nesses momentos isso não será algo espontâneo, dificilmente você vai sentir desejo de fazer isso, por isso deve se esforçar um pouco para iniciar essas atividades. 


Se conviver com crianças, brinque com elas, dance, cante, faça atividades ao ar livre, se exponha à luz do sol. Evite ficar sozinho, sem fazer nada (a não ser que seja para refletir), se esforce para sair com amigos, mesmo que você esteja sem vontade. Você vai perceber que a maior dificuldade é quebrar a barreira inicial, depois uma carga de alegria virá para dar um alívio a este período de tristeza.
 

 
04 - Lava o teu corpo com frequência.
Geralmente os nossos estados internos se refletem nos externos, ou seja, quando a nossa mente está muito “suja” com pensamento e emoções indesejadas, tendemos a ficar desleixados com os cuidados de beleza, e até mesmo de higiene. Procure tomar um banho ao acordar, durante o dia, faça algumas pausas para lavar as mãos e o rosto, use perfume, penteie os cabelos e preste atenção nessa sensação de limpeza. Isso nos ajuda a dar uma mensagem para o nosso cérebro de que as coisas estão melhorando: “Agora estou mais limpo do que antes”, “Agora estou mais organizado do que antes”. Isso ajuda a nossa psique a se organizar e limpar também.

 

 


05 - Distancie suas refeições, de forma que sempre chegue à mesa com apetite.​
Principalmente nesses períodos, evite comer a todo instante, principalmente porque, geralmente, os nossos snacks não são alimentos de alto valor nutricional. Comer sem fome, somente por impulso, nos gera uma sensação muito ruim, um desconforto com o próprio corpo. Por outro lado, como já diziam os antigos, “o melhor tempero é a fome”. Não estamos dizendo para você fazer dietas malucas, muito pelo contrário, o conselho é que você se alimente, e se alimente bem, mas evite comer a todo momento. Hoje em dia já se fala muito dos benefícios do jejum curto (até 16h), então experimente pular o café da manhã e verá como o seu almoço será uma experiência muito mais agradável.


É muito importante ter atenção à nossa alimentação. Existem muitos casos onde a pessoa imagina estar sofrendo de depressão, quando na verdade ela está simplesmente com carência de alguma vitamina, de ferro, ou mesmo sofrendo com alguma verminose. Nós subestimamos muito a influência do que comemos nos nossos estados de humor.
 

 
06 -  Não se apavore por causa da insônia.​
Muitas vezes deitamos na cama e não conseguimos cair no sono… Então, o que fazemos? Pegamos o smartphone e mergulhamos nas redes sociais. 


Este nosso vício em telas que bombardeiam nossas retinas com luz (principalmente a luz azul), afeta todo o nosso ciclo de sono. Nosso corpo é programado para dormir à noite, quando está escuro. Quando ficamos expostos à luz, ele entende que é hora de ficar acordado. Se você pensa que está sofrendo de insônia, mas fica a madrugada toda na internet, talvez você não esteja realmente com insônia, só está impedindo o seu corpo de dormir.


É muito importante respeitar o nosso sono, por isso precisamos ter um rito, uma cerimônia para dormir. No passado nossos avós faziam as suas orações antes de dormir. Independente da crença, isso ajudava muito, pois era um comunicado ao corpo e à mente de que estava na hora do repouso. Precisamos resgatar isso para melhorar a qualidade do nosso sono. Cada um pode fazer da sua forma, mas é importante criar uma cerimônia antes de dormir: tomar um chá, um banho quente, desligar as telas pelo menos 30min antes de deitar, deixar o celular longe da cama, fazer uma leitura (em papel, de preferência), fazer uma oração ou meditação, refletir sobre como foi o seu dia e planejar o dia seguinte… Estes são vários elementos que podem fazer parte da sua rotina noturna.


Mas, se mesmo assim, não conseguir dormir, não se desespere! Se levante e faça algum trabalho útil: limpeza, organização, planejamento, estudo, etc. De duas, uma: ou o sono vai chegar e o problema será resolvido; Ou você vai passar uma noite sem dormir, o dia seguinte será um pouco cansativo, mas você vai ficar contando as horas para poder chegar em casa, fazer a sua cerimônia noturna e dormir o “sono dos justos”.
 
07 - Use a imaginação para se livrar dos pensamentos e emoções ruins. ​
Pode parecer bobo, mas a imaginação tem um poder enorme sobre a nossa vida. Afinal de contas, tudo o que fazemos é baseado nas imagens que criamos em nossas mentes. Por exemplo, um fã cria em sua mente uma imagem divinizada do seu ídolo. Mesmo que ele seja uma pessoa comum, como qualquer outra, para aquele fã, estar na presença do seu ídolo é uma experiência muito especial.
Podemos, então, fazer este exercício: Sente-se de forma confortável, num ambiente tranquilo e agradável, use a imaginação para colocar todas as energias ruins dentro de uma bola e a jogue para o espaço infinito. É bem provável que depois a tristeza retorne, mas pelo menos por alguns momentos, você sentiu que pode ter um certo controle sobre ela.
 

 

 
Estes são apenas alguns conselhos, nada disso substitui o acompanhamento profissional em casos patológicos, mas podem ser excelentes ferramentas para a sua vida. Faça a sua 
experiência!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Please reload

Please reload

Siga essa Idéia

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Você também vai gostar
Please reload

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)