Silêncio e solidão: pontes para o autoconhecimento


Buzina de um lado, conversas paralelas do outro, celulares tocando e uma pessoa se mantém calma no meio desse turbilhão de ruídos incômodos. Como ela conquistou essa “paz de espírito”? O segredo pode estar naquilo que vem sendo bastante negligenciado neste século: o silêncio.

O silêncio é uma ferramenta importante de encontro consigo mesmo e de comunicação com o mundo exterior. Quando a mensagem é muito profunda, as vezes, o silêncio é a melhor forma de transmiti-la. No vídeo abaixo, a artista Marina Abramović fazia uma peformance, onde ela compartilhava 1 minuto de silêncio com diversas pessoas aleatórias. Para a sua surpresa, quem senta em sua mesa para compartilhar um pouco de silêncio é Ulay, um antigo companheiro, com quem não mantinha contato há anos.

Outras vezes, o silêncio é tão forte, pesado e constrangedor que chega a dar um nó na garganta. Esse é o caso do discurso de Benjamim Netanyahu, na ONU em 2015.

Se o silêncio é algo bom ou ruim para alguém, essa discussão dependerá bastante de como a pessoa lida com ele. Como assim? Para esclarecer esta questão, seguem dois exemplos: o primeiro é de uma pessoa que não consegue parar de falar, embora suas mensagens transmitam absolutamente nada. O silêncio incomoda este indivíduo, pois é como se estivesse sempre fugindo de si mesmo.O segundo exemplo é de alguém que busca o autoconhecimento, por isso considera o silêncio uma companhia esclarecedora. É através dele que surgem reflexões, dúvidas e sabedoria. No silêncio, pode-se preencher o vazio que existe na alma, muitas vezes camuflado por ações supérfluas, reconhecimento social, festas e agitação.

Depois de ler os exemplos, você percebeu que a definição do silêncio, contextualizada acima, está ligado ao sentimento de solidão? Assim como a pessoa do primeiro exemplo tem medo do silêncio, muita gente também tem medo da solidão. Parecem a mesma definição, mas são diferentes. Na verdade, o silêncio e a solidão podem se completar. Esta última é uma forma de conexão consigo mesmo. Quando você é uma boa companhia para si, preenche-se de vida interior. A solidão costuma ser encarada por muitos como um momento triste da vida. Mas, ora, o que é mais triste: depender de alguém para ser feliz ou ser uma boa companhia para si mesmo?

A partir do momento em que há equilíbrio, autoconhecimento e plenitude, o ser humano se realiza, e assim consegue cumprir com o seu papel na sociedade. As pessoas, geralmente, vivem as relações sociais baseadas na lógica da troca: oferecer e receber. Por isso, muitas relações não funcionam, pois as pessoas criam expectativas de que é o outro quem vai completar o seu vazio interior. E como ninguém pode fazer isso por nós, surge a frustração, como analisa a Professora Lúcia Helena Galvão neste vídeo "Como Lidar com a Solidão":

Solidão é autoconhecimento. Silêncio é um dos caminhos utilizados para atingir esse patamar. Acalma, traz esclarecimentos e beneficia a saúde. Um tesouro para os dias turbulentos da atualidade.

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Siga essa Idéia
Você também vai gostar

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)