O Ser Humano e a Imensidão


O ser humano está espalhado por toda a extensão da Terra. Ele aprendeu a se abrigar, a se alimentar e a sobreviver com os recursos disponíveis. Todas as ações podem interferir direta ou indiretamente no planeta e isso causa a impressão de que nós somos maiores que a Terra, que somos os donos dela.

Antes que seja tarde demais, precisamos nos desprender do egocentrismo e tirar um momento para admirar a imensidão do planeta em que vivemos, ver que diante de seu tamanho somos quase insignificantes. Precisamos aprender que é possível viver em harmonia com o ambiente no qual estamos inseridos.

Em nossa nova galeria selecionamos algumas imagens que são capazes de nos ajudar a enxergar de uma maneira diferente a dimensão do mundo, e então podermos aprender novas lições que irão nos tornar mais fortes e sábios.

Quem somos nós na terra? O que estamos fazendo aqui? Como estamos levando nossas vidas? Somos apenas um ponto branco perdido num grande mar azul? Se você pensa e sente assim, há algo que queremos lhe dizer. Pare o que estiver fazendo, “abra seus olhos” e observe o mundo à sua volta. Sinta o vento lhe tocando e escute o silêncio gritando para você tomar uma atitude!

Talvez o que a Natureza quer nos mostrar é que diante de situações difíceis devemos içar as velas e navegar, independente da direção do vento. Não podemos nos desesperar na tempestade e nem nos acomodar durante a calmaria. O segredo está na capacidade de nos adaptar e, é claro, tomar iniciativa.

Mais difícil que aprender a conviver em sociedade é aprender a conviver consigo próprio. Quantas vezes já fugimos de situações que nos levariam à reflexão, que nos fariam conversar com nós mesmos? É preciso tomar coragem e ouvir o que nossa alma tem a dizer, nem que para isso tenhamos que nos afastar por um momento para longe da civilização. Para situações como essas, a natureza, do alto de sua imensidão, permite que tenhamos um autoencontro, nos oferece um lugar que possamos acalmar nossas mentes inquietas, que possamos ouvir com paciência e dar atenção aos nossos pensamentos e até compreender o que ainda não havíamos compreendido sobre a vida.

E assim como a natureza é o melhor lugar para aprendermos a conviver com nós mesmos, ela também é perfeita para que possamos aproveitar a companhia de quem é importante em nossas vidas. É um mundo fascinante onde estamos afastados da tecnologia e podemos dar e receber a devida atenção e interagir sem interferência de “ruídos” externos. O mundo só é completo se houver com quem compartilhar experiências.

Em vários textos sagrados o deserto representa a penitência, o caminho para a purificação, humildade e auto-organização. Aquele mundo de areia, quase inóspito, nos força a reconhecer nossa pequenez, que de nada adianta ter orgulho, títulos e fortunas, pois em seu território somos todos iguais. E é assim que devemos procurar viver nossas vidas.

Lembre-se, para sobreviver nele precisamos ser sábios, para encontrar alimento e identificar perigos e armadilhas naturais, precisamos ser organizados, para ter certeza que não estamos andando em círculos e sempre indo na direção certa, precisamos ser humildes, para ajudar e aceitar ser ajudado na jornada e, obviamente, precisamos ser determinados, para não desanimar e jamais desistir, mesmo que muitas vezes o deserto não pareça ter fim.

O planeta nos dá todos os recursos para sobreviver: ar, água, sementes e milhares de hectares de terra fértil para plantar. Cabe a nós apenas escolher o que cultivar nela. Precisamos lembrar daquela velha história, “nós colhemos o que plantamos”, e se não plantarmos, a terra fértil será toda tomada por ervas daninhas.

O mesmo acontece com nossa mente, nós temos todas as ferramentas para desenvolvê-la e torná-la fértil e produtiva, mas se optarmos pelo comodismo, nada de bom irá florir e apenas pensamentos fracos e tóxicos irão surgir. Devemos aprender com a Natureza e, da mesma maneira que gostamos de ver os campos floridos e férteis, devemos cultivar valores e ideias elevadas em nossa mente. Para isso, precisamos exercitá-la com boas leituras, boas músicas e reflexões diárias e não perder as oportunidades de nos tornarmos melhores.

A natureza faz questão de mostrar como nosso universo é grandioso. É impossível dizer quantos litros de água tem o mar, quantos grãos de areia existem nas praias, quantas árvores existem nas florestas… Mas uma coisa é certa, nada está presente por acaso, tudo tem sua função no mundo, inclusive nós, humanos! Podemos não ser a maior e nem a mais numerosa espécie sobre a terra, mas fomos abençoados com um dom que compensa todas nossas fraquezas e insignificância, além de nos diferenciar de outros seres vivos: a razão.

Nós temos a capacidade de raciocinar, de discernir o certo do errado, de fazer mudanças no mundo. Nenhuma outra espécie é mais capaz de intervir na Natureza que o humano. Nossas ações podem tornar a terra um lugar melhor ou simplesmente causar a sua destruição. É por isso que hoje, mais que nunca, devemos andar de mãos dadas com a razão e a sabedoria.

Depois de aprendermos a viver em harmonia com a natureza, é hora de olharmos para a criação do homem, saber admirá-la e aprender com ela. Mas leve o tempo que for necessário, contemple e busque a sabedoria em todos os lugares, nas obras mal e bem sucedidas.

E não esqueça, não adianta querer abraçar o conhecimento todo de uma vez. Como subir degraus de uma escadaria, precisamos aprender uma lição por vez, pois cada uma delas serve de apoio e embasamento para a próxima.

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Siga essa Idéia
Você também vai gostar

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)