O que Causa o Vício?

August 17, 2018

 

 “Sou viciado em café”, “Estou viciada nessa série americana”, “Não vivo sem chocolate”. Rotineiramente, nos deparamos com algumas ações ou objetos nos quais estaríamos viciados. Mas, o que define um vício? Qual o limiar entre ter muita afeição ou estar viciado em algo? O vício sempre implica em algo negativo?

 

O podcast do Naruhodo traz comentários interessantes sobre como nosso organismo processa o estado de vício. Fisiologicamente falando, todo vício é químico, pois qualquer que seja a ação ou substância, ocasionará o aumento de produção e liberação de determinados neurotransmissores que estimulam ainda mais você a se manter naquele estado. Quanto mais o vício é alimentado, mais o corpo se adapta às substâncias liberadas, se tornando mais tolerante, e precisando de "doses de vício" maiores para sentir-se satisfeito. O interessante é percebermos que existem várias formas de vícios, um comportamento, por exemplo, pode ser uma. E por ser de uma forma mais sutil, não estamos tão atentos, de modo que, podemos estar viciados em determinados posicionamentos ou opiniões sem nem percebermos.

 

Ser viciado em café ou chocolate nós até que admitimos, mas por que não admitimos sermos viciados em opinar? Ou viciados na nossa preguiça? Viciados em reforçar nossos defeitos ou em não gostar de mudanças? Costumamos associar o vício a uma pessoa com falha de caráter, fraca ou débil, e por isso não é fácil nos assumirmos como viciados. Mas como o próprio podcast comenta, o vicio não tem a ver com força de caráter ou moralidade de uma pessoa, e também não é apenas uma busca incessante por prazer. Pode ser um mecanismo de fuga da realidade, dificuldade em abrir o coração, medo de se expor, etc.

 

Observem alguns exemplos de vícios que englobam toda a natureza do ser humano, do seu corpo físico até seus pensamentos, e veja se você tem ou já teve algum deles: não nos levantamos imediatamente quando despertamos por preguiça, ou simplesmente porque estamos viciados nos "só mais 5 minutinhos"? Nós realmente não temos tempo para absolutamente nada, ou estamos viciados a repetir essa frase sem nem mesmo avaliar nossa disponibilidade de horários? Você não foi feito para ficar sozinho, ou está viciado em se rodear de estímulos e barulhos para nunca ficar a sós consigo mesmo? As pessoas nunca lhe compreendem e são ignorantes, ou você está viciado em não compreender o ponto de vista alheio? 

 

Estas são algumas das centenas de vícios comportamentais que possuímos, que não estão ligados à ingestão de uma substância ilícita danosa, que não arruínam o nosso corpo, mas, ainda assim, geram dependência e apego, podendo prejudicar a nossa vida de uma forma até mais danosa.

 

Precisamos nos conscientizar de que tudo que dependemos fortemente para estarmos “bem conosco mesmo”, provavelmente é um vício. Dificilmente queremos abrir mão dessas formas de pensar e agir, porém, elas devem ser combatidas e eliminadas de nossa vida, da mesma forma que uma droga que circula em nosso organismo.

 

Escute o podcast e aprenda mais sobre os efeitos que o vício gera no Ser Humano!

 

 


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Please reload

Please reload

Siga essa Idéia

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Você também vai gostar
Please reload

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)