O Eterno Devedor


“Não deixe que escolhas erradas do passado façam você temer as do futuro, pois o caminho certo é aprender que falhar também faz parte da vida.”

Esta frase nos lembra a história de vida de Samuel Lourenço, jovem do Rio de Janeiro, que passou por mais adversidades em sua vida do que muitos de nós juntos! Samuel é um exemplo de que viver o momento presente com intensidade é o mais importante. Mesmo que tenhamos feito más escolhas no passado, sempre há tempo de nos redimir, e mudar nosso futuro.

A história de Samuel, disponível no podcast abaixo, nos faz refletir sobre dois gestos grandiosos do Ser Humano: o perdão e a redenção. Será que temos autoridade para falar que perdoamos as pessoas que nos causaram injustiças?

É preciso superar as mágoas e esquecer para conseguirmos perdoar. Por isso, Gandhi diz que "o perdão é uma característica dos fortes". Temos a tendência de alimentar tudo o que nos fere, o que nos magoa, mas como se supera algo que fazemos questão de reforçar todos os dias? É como esperar que uma ferida cicatrize expondo ela à contaminação todos os dias. E o esquecimento no meio disso tudo? Não estamos falando de uma perda de memória, mas apenas de relevar, e não alimentar o que gera a mágoa. Costumamos lembrar as palavras exatas que nos foram ditas, os detalhes do dia, o tom de voz da pessoa... E todas essas lembranças dificultam a superação da mágoa. Nesse caso, quanto maior o esquecimento dos detalhes, maior será a liberdade para perdoar.

No entanto, quando somos nós quem geramos a mágoa e sentimos culpa por alguma ação praticada de forma injusta, queremos dar um jeito de consertá-la, queremos nos redimir. A redenção, palavra muito pouco usada nos dias de hoje, é o ato de reparar uma ação feita previamente. Constantemente magoamos as pessoas à nossa volta, mas com que frequência nos redimimos dessas mágoas? Se redimir não está relacionado com voltar no tempo e fazer tudo de uma forma diferente, está relacionado com o momento presente: hoje, como posso, através da minha conduta, me redimir pelos erros que cometi? O nosso inconsciente não diferencia passado, presente e futuro, tudo acontece ao mesmo tempo. Quando sentimos culpa por algum erro do passado, é como se ainda estivéssemos cometendo-o no presente, pois esse sentimento nos acompanha. Por outro lado, se hoje faço um gesto de redenção por algo cometido há anos, este é um gesto válido, pois nosso inconsciente considera o valor do esforço e o mérito da ação, sem considerar o tempo em que foi feita.

Por isso, redenção e perdão andam juntos. Imagina quanto crescimento interior não há numa relação onde um se redime e o outro perdoa?

A necessidade de se redimir pelos erros do passado impulsionou Samuel como um motor, o fez movimentar com mais garra e intensidade em direção ao melhor que ele pode ser como Ser Humano. Samuel se sente em dívida pelo mal que fez a todos em sua volta, mas com todo crescimento e aprendizado que vem conquistando, passará de eterno devedor a eterno redentor. Sejamos como este jovem, usemos as injustiças cometidas por nós mesmos como forma de crescer, cada vez mais, para que assim, possamos aportar com o que temos de melhor para ajudar às pessoas.

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Siga essa Idéia
Você também vai gostar

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)