Duque de Caxias e o Poder do Diálogo


Comecemos falando em guerra. O que você chamaria de um líder vencedor? Aquele que tem a melhor estratégia para aniquilar os adversários? Aquele que causa pavor em seus inimigos? Quando pensamos em guerra, só lembramos de morte, explosões, vitória e derrota. No entanto, essa linha de pensamento é totalmente errada, e Duque de Caxias sabia muito bem disso.

Mas, quem foi o Duque de Caxias? Por que toda cidade tem uma escola e, pelo menos, uma rua, avenida ou bairro com seu nome? O que ele fez de tão significativo? Acredite, todas essas homenagens são justificáveis e ele merece ser lembrado até hoje. Seu nome de batismo era Luís Alves de Lima e Silva, filho de uma das famílias mais influentes da época e, ainda aos cinco anos de idade, começou sua vida militar como cadete. Em 1823, aos vinte, foi a campo para seu primeiro combate. Sua missão era expulsar as tropas portuguesas que estavam na Bahia, e esta foi executada com sucesso. Mais detalhes sobre outras guerras em que ele esteve presente, e sua vida pessoal, pode ser vista no vídeo a seguir.

Como vimos acima, Luís Alves foi convocado para atuar em várias outras disputas (sete para sermos mais exatos), mas o que o destacou entre outros militares, foi a capacidade de resolver os conflitos de maneira mais tranquila e pacificar as regiões marcadas por revoltas separatistas. Junto às armas de fogo e a espada, Duque de Caxias carregava uma arma extremamente poderosa, que apenas pessoas extremamente habilidosas sabem manusear: o diálogo! Obviamente, por muitas vezes teve que puxar a espada, mas só um líder de verdade sabe a hora de guardá-la e utilizar do diálogo para encerrar os embates. Luís Alves era perito neste quesito.

Apesar do momento complicado que vivemos, repleto de escândalos envolvendo políticos brasileiros, a história do nosso país é repleta de heróis e grandes exemplos para todos nós. Pessoas que doaram sua vida pelo Brasil, que puseram o bem da população acima de tudo, que foram sábias e souberam levar a paz e o diálogo, mesmo nos momentos mais difíceis. A pergunta que fica depois de tudo é: se muitos dos heróis e construtores do Brasil se importaram tanto com a nação, mesmo sem termos colocado eles em seus cargos, por que aqueles que nós elegemos a cada 4 anos não tentam retribuir a nossa confiança, e fazem pelo menos a metade do que seus antecessores fizeram?

Por isso, é tão importante resgatarmos esses grandes heróis de nossa pátria, para alimentarmos a esperança em nosso país, pois aqui também é berço de pessoas dignas e honradas, que podem trazer de volta os valores para nosso povo.

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Siga essa Idéia
Você também vai gostar

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)