A Importância do Vazio

June 6, 2018

 

Por que será que o silêncio incomoda tantas pessoas? Antes de responder a essa pergunta, vale ressaltar que basta olhar ao nosso redor, no dia a dia, que percebemos o quanto o barulho é excessivo. Buzinas, pessoas falando umas com as outras o tempo todo, entre tantas outras situações. Quando o silêncio e a calma se sobressaem, surge uma sensação de estranheza, e as vezes até medo.Talvez esse incômodo venha do tédio e da solidão que o silêncio provoca em algumas pessoas.  

 

Como saber se há equilíbrio na vida de alguém, se a pessoa apenas vive se comunicando com os outros, e nunca consigo mesma? Em nossa cultura, há uma exaltação ao barulho a todo tempo. É só perceber nos cinemas, por exemplo, como filmes de ação fazem tanto sucesso. A proposta deles é mostrar muita informação em pouco tempo, como se uma cena em silêncio fosse um desperdício, refletindo a sociedade em que vivemos.

 

Geralmente são assim as nossas vidas, usamos o nosso tempo para trabalhar, estudar, conversar, escutar músicas, assistir vídeos ou ler notícias. Sempre precisamos de um equipamento ligado nos transmitindo informações e puxando a nossa atenção para fora de nós mesmos. Nunca ficamos em silêncio, nunca dedicamos o nosso tempo para o que está dentro de nós. 
Sabe quando estamos desconfortáveis com uma pessoa, e fazemos de tudo para não ter que ficarmos a sós com ela? É como se nós fossemos essa pessoa desconfortável para nós mesmos. Temos medo de voltar a atenção para o nosso interior, talvez porque já sabemos que não vamos gostar do que encontraremos lá. O paradoxo é que, aquilo que passamos a vida toda procurando fora, só encontraremos dentro de nós: a verdadeira Paz, a Felicidade e a Sabedoria.

 

Na contramão desse pensamento ocidental, o diretor japonês Hayao Miyazaki traz momentos de silêncio em suas animações. Já percebeu que há diversas cenas contemplativas no clássico "A Viagem de Chihiro"? Esse fenômeno é proposital nesses filmes, pois busca trazer equilíbrio entre tantas cenas de ação. São nessas ocasiões que percebemos os personagens em seus momentos mais íntimos. Sabe por quê? Eles estão em cena com seu próprio interior. 

 

Na cultura japonesa, esse momento vazio é chamado de “Ma”, com grafia originada da junção de dois símbolos que significam “porta” e “Sol”. Ao abrir uma porta, encontramos um caminho para ver o Sol, a Luz. Ou seja, através do vazio, podemos encontrar o caminho da Sabedoria. 

 

No vídeo abaixo, o canal Entre Planos faz uma análise dos momentos contemplativos presentes na obra de Miyazaki.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DIFICULDADE COM AS LEGENDAS?

Caso você não saiba ativar as legendas nos vídeos do youtube, clique aqui para acessar o tutorial.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Procurar por Tags
Histórico de publicações
Please reload

Please reload

Siga essa Idéia

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Você também vai gostar
Please reload

© 2017 por "Equipe Feedobem". Orgulhosamente criado pela Feedobem

    Gostou do nosso portal? Nos ajude a elaborar artigos e

conteúdos cada vez melhores para vocês. ;-)